Notícias

11/10/2018 14:05 midianews.com.br

Janaina vê omissão de Botelho e se diz credenciada para Mesa

A deputada estadual Janaina Riva (MDB) sugeriu que o colega Eduardo Botelho (DEM) foi omisso enquanto presidente da Assembleia Legislativa. Ela afirmou que, como foi a mais votada no pleito deste ano, está credenciada a disputar o comando da Mesa Diretora.

Em entrevista à rádio Capital FM, na manhã desta quinta-feira (11), a parlamentar disse que Botelho deixou de defender os interesses do Legislativo e se submeteu ao Palácio Paiaguás, sob o comando do governador Pedro Taques (PSDB). 

“Como pode, enquanto representante de um Poder, não ajuizar os valores em atraso do duodécimo? Acredito que o Botelho deveria, sim, ter ajuizado. E cobrei dele várias vezes. Também do Guilherme Maluf como primeiro-secretário. Por que não cobrou aquilo que era de direito?”, questionou.

“Os deputados ficaram desamparados. Eu não vi, por exemplo, a Mesa Diretoria entrar com uma ação para dar respaldo às emendas dos parlamentares. Como eu, enquanto presidente de um Poder, não vou defender os meus deputados. Por mais que fosse só eu de oposição, como vou permitir que a minha deputada seja injustiçada se sou representante de um Poder?”, disse.

Segundo Janaina, enquanto Botelho e Guilherme Maluf (PSDB) comandaram a Casa, ela não conseguiu presidir comissões importantes como a de Constituição e Justiça e a Orçamentária. Nessas comissões, projetos importantes do Governo precisam ser apreciados antes de irem para votação em plenário. 

Ela afirmou ainda que, mesmo muito criticado, seu pai, o ex-deputado José Riva, dava oportunidade para todos os parlamentares presidirem comissões, mesmo os de oposição. 

“A Assembleia, infelizmente, perdeu característica de independência e de Poder. A Assembleia se enfraqueceu muito nos últimos anos. Isso não quer dizer que você precise fazer algo de errado, mas quer dizer que você precisa agir, principalmente enquanto presidente de um Poder. Se você quer ser presidente, não pode ser base ou oposição. Você tem que ser independente”, afirmou. 

“Onde já se viu vivenciar uma sessão de um debate extremamente importante e, porque o governador ligou, precisar encerrar a sessão e não dar a palavra para outro colega falar. E isso aconteceu muito”, disse.

Articulação

Janaina afirmou já estar em conversa com os 14 novatos eleitos na eleição deste ano. Ela defendeu que haja uma alternância no comando da Assembleia e se disse credenciada para a disputa. 

Entretanto, ressaltou não estar disposta a tudo para ser eleita presidente da Casa. 

“Eu tenho falado com os deputados novos que estão entrando lá que não é fazer mágica. Não tem milagre para ser feito na Assembleia. É simples. A matemática é simples. Todas às vezes, durante a eleição da Mesa, a gente fica só na promessa. Ouvi na eleição passada de que iam apresentar uma mudança no regimento interno que além de não poder a reeleição, não poderia alternar cargo de presidente para primeiro-secretário. Não ocorreu”, afirmou. 

“Tem deputado que está lá na Assembleia há 16 anos e nunca tive a oportunidade de ser presidente, nem primeiro-secretário. Aí, vão dizer, que quero ser só porque meu pai foi. Gente, eu tenho a oportunidade de ser presidente porque fui a mais votada do meu Estado, mesmo não tendo Mesa Diretora, mesmo não tendo cargos na Assembleia. E acredito que posso, sim, fazer um bom trabalho. Mas não estou disposta a tudo”, completou.


EXPEDIENTE

RÁDIO CIDADE - A Nº 1 - A VOZ DO VALE DO PEIXOTO
Telefones: (66) 3595-1144 ou 3595-1578
Celular: (66) 9 9937-1144

Redes Sociais

Rádio Cidade - Todos os Direitos Reservados.

Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo