Notícias

11/10/2018 15:04 rdnews.com.br

PSDB de MT oficializa apoio a Bolsonaro e promete angariar mais votos na reta final

O Diretório do PSDB de Mato Grosso confirmou a decisão de apoiar o candidato Jair Bolsonaro (PSL) no segundo turno das eleições presidenciais. O posicionamento foi referendado em reunião realizada na manhã desta quinta (11) em Cuiabá.

O presidente estadual do PSDB, Paulo Borges, afirma que os tucanos não estão fugindo da responsabilidade perante o país. Por isso, não se omitiram em apoiar Bolsonaro contra o petista Fernando Haddad.

“Ninguém vai fugir da responsabilidade. Vamos pedir votos e apoio. O PSDB é um partido democrático. Nós acreditamos que o candidato Jair Bolsonaro, se eleito, manterá a democracia como um dos pilares principais. É natural que o PSDB de Mato Grosso não se omita nesse momento”, anunciou Paulo Borges.

O dirigente também afirma que os atritos com a senadora eleita Selma Arruda (PSL), que rompeu a aliança com o PSDB durante a campanha e acusou candidatos tucanos de corrupção, não afeta o apoio a Bolsonaro. Destaca que as tratativas serão feitas com o próprio presidenciável.

“O apoio ao Bolsonaro não tem relação com o PSL. A candidatura é  maior que qualquer um dos coordenadores no Estado. Estamos pensando no futuro do país e é isso que vai nos nortear”, completou Paulo Borges evitando citar o nome de Selma.

As principais lideranças do PSDB mato-grossense, o governador Pedro Taques e o deputado federal Nilson Leitão, não estavam presentes na reunião. Entretanto, anunciaram apoio a Bolsonaro ainda no primeiro turno e, na prática, abandonaram o correligionário Geraldo Alckmin, que  ainda  estava na disputa presidencial.

Bolsonaro obteve mais de 60% dos votos em Mato Grosso no primeiro turno, mas no desempenho não beneficiou os apoiadores tucanos. Taques acabou em terceiro lugar na tentativa de reeleição e Leitão ficou na quinta colocação na disputa pelo Senado.

Além de Paulo Borges, a reunião contou com a presença da prefeita de Chapada dos Guimarães Thelma de Oliveira e do vereador por Cuiabá Ricardo Saad. Diversos militantes sem cargos eletivos também estavam presentes.

O Diretório Nacional do PSDB, presidido pelo próprio Alckmin, anunciou na terça (9)  a decisão de não apoiar nem Bolsonaro nem o petista Fernando Haddad na disputa presidencial. Com isso, liberou os Estados para adotarem o posicionamento que julgarem mais conveniente.


EXPEDIENTE

RÁDIO CIDADE - A Nº 1 - A VOZ DO VALE DO PEIXOTO
Telefones: (66) 3595-1144 ou 3595-1578
Celular: (66) 9 9937-1144

Redes Sociais

Rádio Cidade - Todos os Direitos Reservados.

Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo